Modelar a Metrópole Governo do Estado do Rio de Janeiro The World Bank Group

Notícias

Projeto de parque ecológico põe Seropédica na rota do ecoturismo

11 de setembro de 2017

A região conhecida como Cavas de Seropédica, localizada num dos mais importantes distritos areeiros do país, pode se tornar no futuro uma Área de Proteção Ambiental e abrigar um parque ecológico. Essas são algumas das propostas do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio para estimular o turismo como um dos pilares de expansão econômica da região. Outra proposta é que a área seja utilizada como reservatório de água para uso industrial local.

A atividade de extração de areia provocou a abertura de inúmeras valas que acabaram por atingir o Aquífero Piranema, grande reservatório submerso de água doce, fazendo com que as águas brotassem formando imensas piscinas. Atualmente, o local vem sendo utilizado pela população com fins de recreação, lazer e pesca.

O aquífero ocupa uma área de aproximadamente 500 km² entre os municípios de Itaguaí, Queimados, Japeri e Seropédica, e possui disponibilidade hídrica estimada em 1,6 m3/s. É uma quantidade suficiente para atender o abastecimento dos 21 municípios de toda a Região Metropolitana do Rio pelo período de um mês. Embora a quantidade seja considerada limitada por muitos especialistas, pode se tornar uma reserva hídrica estratégica para o caso de uma crise de abastecimento.

Segundo a arquiteta Valéria Bechara, uma das responsáveis pelo desenvolvimento do Plano, o trabalho começa pela solução de questões ambientais e se desenvolve com a apresentação de caminhos e endereços para a criação de paisagens culturais. “Não adianta apenas criarmos APAs e parques. É preciso desenvolver planos de manejo que nos deem condicionantes para o uso e para a ocupação dessas áreas. Somente dessa forma, poderemos transformá-las em importantes ativos”, explicou a especialista.

 

Outras Notícias

Receba as últimas novidades sobre o plano